Agora que já falamos sobre como as personalidades individuais afetam a confiança nas equipes, vamos nos aprofundar nas dinâmicas de grupo e como gerenciar equipes remotas: não é apenas sobre quem somos, mas sim sobre como todos nós trabalhamos juntos. Perguntas como “Estamos lidando bem com conflitos?” e “Estamos motivando e delegando tarefas efetivamente?” tornam-se super importantes. O Team Spirit e os resultados não dependem apenas das personalidades individuais, mas são moldados pela nossa interação como um todo.

Este artigo faz parte de uma série de quatro peças por Brilliant People, fundada por Whitney Nelson e dirigida por Brettnē Shootman. Confira os outros conteúdos para informações complementares!

Introdução à Dinâmica de Grupo: Como Gerenciar Equipes Remotas

A colaboração resulta da prática e do compromisso, de cima para baixo. A colaboração deve estar entrelaçada em tudo o que fazemos, não apenas algo que mencionamos de vez em quando. Não se trata de usá-la como uma palavra da moda – trata-se de torná-la parte da cultura cotidiana da empresa. Como bônus, aqui estão algumas ideias de como colocar isso em prática:

Vídeo: Ficando Mais Próximos

Em nosso mundo virtual, reuniões por vídeo são a escolha padrão, mas nem todos são fãs. Incentivar todos os membros da equipe a ligar a câmera pode ajudar a reduzir a distância. Ver os rostos uns dos outros nos ajuda a nos sentirmos mais conectados, o que é essencial para construir confiança. Isso é ainda mais verdadeiro para equipes remotas e distribuídas.

Bate-Papos Virtuais: Compartilhando Experiências

Se os encontros presenciais não são uma opção, ainda existem maneiras de construir conexões. Considere reservar um tempo para pausas virtuais para um café. Essas sessões dão aos membros da equipe a chance de conversar sobre mais do que apenas trabalho e conhecer os colegas em um nível pessoal. Assim como fariam perto da máquina de café no escritório.

Criando Vínculos e Conexões

Para uma abordagem mais estruturada, pense em algo como mentoria rápida. Imagine um evento virtual onde os membros da equipe são pareados para conversas curtas. Essas interações rápidas podem ser surpreendentemente eficazes na construção de conexões. É uma chance para pessoas de equipes diferentes compartilharem experiências, se conhecerem melhor e obterem conselhos e apoio quando precisam.

Derrubando Barreiras

Em algumas organizações, especialmente aquelas com equipes terceirizadas, barreiras podem se formar sem querer. Indicações visuais em ferramentas de colaboração ou rótulos como “Terceirizado”, “PJ”, “Freelancer” podem criar divisões e vieses que prejudicam a confiança. Em vez disso, pense em maneiras da corporação como um todo ser mais inclusiva, como dar diferentes níveis de acesso a certas plataformas e ferramentas. Assim mantemos as informações corporativas seguras e promovemos a colaboração ao mesmo tempo.

Igualdade e Inclusividade

Em uma configuração de trabalho remoto ou distribuído, é vital que todos os membros da equipe recebam o mesmo tratamento e benefícios, não importa onde estejam ou o modelo como foram contratados. Podemos não alcançar a igualdade perfeita, mas fornecer benefícios semelhantes, como o acesso aos mesmos produtos no kit da empresa, matrículas em academias ou programas de bem-estar. Tudo isso pode ajudar os profissionais a se sentirem incluídos e confiantes.

Esse é um assunto muito interessante. Para conselhos práticos sobre como implementar programas de colaboração, confira nosso artigo Melhorando a Colaboração da Equipe com Memórias Compartilhadas.

 

Quer fazer parte de times internacionais e diversos que ofereçam desafios profissionais com propósito? Fale com a Ubiminds!

Weekly Newsletter

Receba nossas publicações semanalmente em seu e-mail.
Não se preocupe, cuidamos bem do seus dados e não compartilhamos a terceiros.