Terceirizar a equipe de desenvolvimento de software pode ser uma bênção, com custos mais acessíveis e expansão de time mais rápida. Contudo, software houses frequentemente criam mais problemas do que resolvem, e contratar devs terceirizados só compensa em condições bastante específicas. Aprenda a avaliar parceiros estrangeiros e conferir se o Retorno de Investimento (ROI) está a seu favor. Isso é decisivo decidir sobre um desenvolvedor de software terceirizado.

O que impacta o ROI quando o assunto é terceirizar desenvolvedores de software?

Geralmente temos dois caminhos que podem ser seguidos. Software houses entregam projetos, enquanto empresas de staffing encontram desenvolvedores que atuarão dentro da sua equipe.

  • No primeiro caso, não deixe de se perguntar: as entregas estão dentro dos prazos e padrões de qualidade desejados? Se a resposta for não, você deixa de entregar o produto que seus usuários desejam, o produto perde em termos de competitividade.
  • No segundo caso, qual é o tempo para o preenchimento da vaga? A qualidade dos candidatos que são apresentados pela agência de recrutamento e seleção atende as expectativas? Caso contrário, o processo precisa ser revisto o quanto antes. 

Se você se precisa se conformar em contratar candidatos mais juniores do que esperado, o atual time de desenvolvimento acaba sobrecarregado. A performance deles também fica comprometida, seja por gastar mais energia em treinar os novatos, ou resolvendo bugs que ficaram para trás. Aceitar desenvolvedores abaixo do seu padrão de qualidade é algo que sempre dá errado. 

Além disso, se o seu fornecedor de devs não permite a flexibilidade contratual que a sua empresa precisa, a sua empresa pode ficar presa a termos desfavoráveis em novos contextos. Isso quer dizer que, mesmo se você estiver insatisfeito, você poderá ter que gastar além do previsto para encerrar o vínculo, como é o caso das multas contratuais.

Seu desenvolvedor de software terceirizado vale o investimento?

Você precisa delegar a alguém da sua equipe a função de ponto de apoio / gestão dos programadores terceirizados? Se sim, você está, na verdade, transferindo os custos de contratação para a equipe interna. Você fechou negócio com o prestador de serviços mais barato, mas o líder interno possui duas (más) opções:

(a) Passar mais horas administrando sua equipe remota terceirizada; ou

(b) Deixar de administrar sua equipe.

Se você está passando por muitos problemas por trabalhar dentro de condições específicas estabelecidas por seu terceirizado, ele pode não ser quem você realmente precisa.

No caso de empresas de staffing, é importante que seus candidatos sejam submetidos a tempo. Eles devem ser candidatos bons que encaixem com a empresa e foram verificados da maneira certa. Senão, você perde seu tempo com entrevistas ruins. 

[av_button label=’Descubra porque líderes escolhem a Ubi’ icon_select=’no’ icon=’ue800′ font=’entypo-fontello’ size=’medium’ position=’center’ label_display=” title_attr=” color=’#ffffff’ custom_bg=’#53C3C1′ custom_font=’#ffffff’ link=’manually,https://blog.ubiminds.com/why-ubiminds/’ link_target=’_blank’ id=” custom_class=” av_uid=’av-8cxai’ admin_preview_bg=”]

 

O fuso horário importa, sim!

Resumindo se vocês possuem uma boa sobreposição de horário de funcionamento, não há necessidade de gerir o fornecedor. Isso significa que você não precisa de intermediários, consegue promover interações entre as equipes facilmente, e reagir mais rápido em caso de downtime, por exemplo. Se o seu programador terceirizado fica na África, Europa ou Ásia, você pode estar lidando com os custos ocultos de fazer offshoring:

  • Maior necessidade de re-alinhamentos entre equipes; 
  • Excesso de horas extra e reuniões fora do horário de trabalho;
  • Demora para consertar bugs;
  • Cansaço desnecessário da equipe em função da gestão (excessiva) de processos.

É em busca de qualidade que muitas empresas dos Estados Unidos começaram a buscar prestadores de serviço na América Latina. Trabalhar com nearshore significa que os custos ainda são atrativos, porém sem os incômodos trazidos pelo fuso horário. A cultura de desenvolvimento e níveis de qualidade brasileiros são mais semelhantes aos padrões norte-americanos.

Quando devo buscar um novo fornecedor de TI?

Se você perceber que não faz sentido ficar preso a longos contratos, procure por empresas de prestação de serviços de desenvolvimento de software que trabalham com pagamentos mensais, proporcionando a flexibilidade de cancelar apenas com aviso prévio, e sem multas de rescisão. Você provavelmente verá que é mais interessante contar com um desenvolvedor de software terceirizado  que utilize uma abordagem mais personalizada.

Procure pelos que trabalham com Master Service Agreements (MSA) e Statements of Work (SOW) para garantir a qualidade do serviço, direitos de propriedade, segurança, confidencialidade e outras preocupações.

Quer saber mais? Vem bater um papo com a gente!

Weekly Newsletter

Receba nossas publicações semanalmente em seu e-mail.
Não se preocupe, cuidamos bem do seus dados e não compartilhamos a terceiros.