Toda profissão possui um cargo “sabe-tudo,” e em desenvolvimento de apps ele é o Full Stack. Assim como desenvolvedores Front End e Back End, o Full Stack também possui alto conhecimento sobre áreas específicas. Porém seu diferencial está em entender todo o resto. Além de ter uma área de expertise bem definida, o Full Stack sabe quebrar o galho em outros setores.

Read on to find out the most common technologies used by developersA palavra-chave para Full Stacks – devs que lidam tanto em Front End quanto Back End – é versatilidade. Afinal, ela é a maior característica desse perfil. As vagas Full Stack são cada vez mais populares nas empresas, possibilitando entender melhor como a arquitetura de web apps funciona. Por consequência, você também adquire uma apreciação maior de todo o trabalho que é feito para fazer projetos decolarem. Para se tornar um Full Stack valioso, nós preparamos algumas dicas. Vamos lá!

Saiba de tudo, mas escolha um foco

De nada adianta você ser um canivete suíço mas não conseguir realizar nenhuma de suas funções direito, não é? Recomendamos que você tire um tempo para analisar seu processo e no que você é (ou quer ser) bom. É o que chamamos de T-Shape: conhecimento e experiência amplos que englobam vários setores, mas profundidade em uma área específica.

T-shaped professionals tend to have more career opportunities due to breadth of experience and depth of skills

T-shaped professionals tend to have more career opportunities due to breadth of experience and depth of skills

Entenda os fundamentos de front end

Para dar um pontapé inicial, você necessita saber pelo menos os básicos. Para Front End, HTML 5/CSS, JavaScript e outras ferramentas como design responsivo lhe dão uma boa noção.

Wordcloud lists most popular programming languages

…e também de back end

Já para Back End, certas tecnologias como PHP, Java, Python e SQL são essenciais. Primeiro foque em aprimorar suas habilidades até elas estarem afiadas como uma faca. Para se tornar um pro, é necessário subir um degrau de cada vez.

Controle de versão (ou Git)

É essencial que todo desenvolvedor saiba utilizar tecnologias como Git, sendo Full Stack ou não. O controle de versionamento proporciona controle sobre mudanças no source code. O Git se destaca por ser usado para isso e também qualquer outro tipo de arquivos.

Pensar na experiência do usuário

Não são apenas os devs Front End que precisam pensar na usabilidade. Isso é algo que deve estar presente desde o começo, portanto é imprescindível no repertório de um dev Full Stack. Mas usabilidade não é apenas a disposição dos ícones e a aparência de tudo, não. Pensar no mobile e utilizar um design responsivo também é crucial.

Expanda seus horizontes

A partir do momento em que você for um pro tanto com o essencial de Front End quanto Back End, aí sim que começa o trabalho pesado. O próximo passo é entender conceitos e mecanismos específicos. Servidores e seu funcionamento, redes, ambientes de web hosting, algoritmos, estruturas de dados e databases são alguns deles. Pode parecer bastante, mas desta maneira você conseguirá unir todas as peças diferentes de um app e criar algo maior que apenas a união de suas partes avulsas. A partir do momento em que você descobre como as coisas funcionam e o papel que cada uma delas possui, tudo fica mais claro.

Você dá conta? Então a Ubiminds pode ser o lugar certo para você.

Empresas norte-americanas estão expandindo sua busca de talentos pela América Latina. Nós buscamos e contratamos software engineers e product designers para ajudá-los a ter um serviço de qualidade.

 

Weekly Newsletter

Receba nossas publicações semanalmente em seu e-mail.
Não se preocupe, cuidamos bem do seus dados e não compartilhamos a terceiros.