A Silvia Coelho e a Dani Clericuzi publicaram recentemente dois artigos com dicas de carreira para mulheres na TI. Fizemos questão de compilar algumas delas aqui. Afinal, quanto maior o espaço ocupado por talento feminino, melhor. Para as profissionais, para as empresas de software e, claro, para os usuários.

A Ubiminds contrata devs e arquitetos em todo o Brasil para que trabalhem remotamente para empresas americanas. Um dos nossos desafios é acabar com o glass ceiling na TI. Infelizmente, as STEM são território bastante masculino ainda.

Parêntese: STEM = Science, Technology, Engineering and Mathematics. Ou Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, em português.

É com o intuito de mudar esse cenário que a fundadora e CEO Sílvia criou o Elas Programam. Trata-se de um negócio de impacto social criado para aumentar a presença de mulheres no mercado de Tecnologia. Para se ter ideia, já são mais de 6000 mulheres conectadas, promovendo a diversidade de gênero nesse setor.

Dicas para alavancar a carreira em TI

São dois posts publicados por elas no Dev.to: Parte 1 e Parte 2. Resumindo:

  1. Tenha coragem para concorrer! Segundo a HP, mulheres só enviam o currículo quando atendem 100% dos requisitos, enquanto homens se inscrevem na vaga mesmo com apenas 60% do necessário.
  2. Crie experiência profissional. Não é preciso ser emprego formal. Voluntariado, projeto no GitHub, e criação de conteúdo próprio contam muito na hora de mostrar o seu conhecimento.
  3. Fortaleça a sua presença digital. Portfólio, currículo online, perfil no LinkedIn, blog e/ou canal do YouTube. Tudo ajuda.

Como você pode ver, o caminho para o sucesso precisa de pitadas de marketing pessoal, mas também bastante autoconhecimento para trabalhar as competências técnicas e comportamentais que a tornam uma profissional mais segura de si.

Há, contudo, outros passos que são importantes independentemente da sua área de atuação. Peça apoio e convide outras mulheres que você admira para que sejam mentoras da sua carreira. É surpreendente o quanto as pessoas estão dispostas a compartilhar conhecimento.

Iniciativas de representatividade feminina na TI

Para além da Elas Programam, há outras organizações para você ficar de olho. Elas promovem meetups, cursos online, e muitos outros esforços para ampliar a presença das mulheres na tecnologia.

  • Code Girl – Palestras motivacionais focadas em representatividade feminina em TI no Brasil.
  • DjangoGirls – Organização de oficinas gratuitas de programação de um dia, fornecendo ferramentas e recursos. A ideia é apresentar outras mulheres ao desenvolvimento de software em Python e Django.
  • Latinas in Tech – A ONG que apoia empresas de tecnologia cria espaços seguros para aprendizado, orientação e recrutamento.
  • MariaLab – Coletiva Hacker Feminista que discute a presença de mulheres, pessoas trans e não binárias, bem como o papel de raça, classe social, e identidade de gênero no desenho de tecnologias.
  • Meninas Digitais – Programa que motiva alunas dos anos finais do ensino fundamental e de ensino médio a conhecerem a Computação, promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC).
  • PyLadies – Materiais, projetos, e eventos regionais para a disseminação da cultura Maker / Coder.
  • Rails Girls – Eventos, tutoriais e lista de emails para desenvolver software usando Ruby.
  • Technovation Challenge – Com o apoio de mentores voluntários, meninas de 10 a 18 anos trabalham em equipe para codar apps móveis que resolvem problemas do mundo real.
  • Women in Product – Conecta mulheres no campo de gestão de produtos através de plataformas online e eventos ao vivo.
  • Women Techmakers – Programa do Google para prover visibilidade, comunidade e recursos para as mulheres em tecnologia.
  • Women Who Code – Comunidade para mentorias, com objetivo de formação de líderes e referências em tecnologia.

Conecte-se – vale a pena!

Quer acelerar sua carreira internacional em TI? Vem conversar com a gente!

Weekly Newsletter

Receba nossas publicações semanalmente em seu e-mail.
Não se preocupe, cuidamos bem do seus dados e não compartilhamos a terceiros.